Conheça os 3 principais tipos de auditoria hospitalar

auditoria hospitalar
6 minutos para ler

A gestão de um hospital envolve múltiplos fatores complexos, com inúmeros recursos e pessoas. Ainda que haja um controle eficiente, ele pode não ser suficiente para o aproveitamento de todo o potencial da instituição. Nessa hora, uma auditoria hospitalar é uma ferramenta essencial para um bom entendimento sobre o cenário e as melhorias necessárias para elevar a qualidade dos serviços e a lucratividade.

Trata-se de uma atividade analítica, que busca aferir o desempenho das ações e decisões dentro do hospital a partir do planejamento estratégico inicialmente realizado. Assim, uma auditoria não deve ser vista como um problema ou punição, mas como uma forma de maximizar os resultados das instituições de saúde.

Você sabia que a auditoria pode ser realizada de diferentes maneiras? Isso porque ela varia de acordo com os objetivos a serem alcançados. Quer entender melhor? A seguir, confira os principais tipos de auditoria hospitalar e a importância deles para a gestão de saúde!

Como funciona uma auditoria hospitalar?

A auditoria é um estudo, uma avaliação da eficiência de todos os processos de uma empresa, independentemente do setor. Ela pode ser realizada de modo global ou apenas para a análise de um aspecto do negócio, como as finanças, a gestão contábil ou as atividades operacionais.

A partir dela, são levantados dados que serão úteis para o entendimento das melhores formas de agir e quais as mudanças necessárias, de acordo com os objetivos da organização.

Desse modo, uma auditoria pode ser realizada de maneira personalizada, para se adequar às necessidades de cada empresa. Nesse sentido, uma auditoria hospitalar pode avaliar os diferentes aspectos dos serviços de saúde, desde a qualidade no atendimento até a eficiência na gestão financeira e no aproveitamento dos recursos hospitalares, como máquinas, equipamentos e insumos.

O primeiro passo é identificar qual ponto será avaliado e qual tipo de auditoria é o mais adequado. Em seguida, podem ser escolhidos um ou mais auditores, que podem ser internos ou externos. Normalmente, as auditorias externas são as mais recomendadas para garantir a objetividade e a imparcialidade nos procedimentos de avaliação.

No caso de uma auditoria hospitalar mais extensa, também é indicado que ela seja feita por uma equipe multidisciplinar. Os profissionais podem avaliar aspectos diferentes, contribuindo para um melhor entendimento sobre a situação do hospital.

Para explicar melhor, podemos dizer que uma auditoria é semelhante a uma análise clínica, em que o diagnóstico adequado de um problema de saúde depende de diversos profissionais, exames e procedimentos. Tudo isso fornecerá as informações necessárias sobre a situação do paciente que, no caso, é o próprio hospital.

Quais são os tipos de auditoria hospitalar?

Existem diversos tipos de auditoria, de acordo com o setor de atuação do negócio. No caso de um hospital, podemos destacar 3 principais, conforme os seus objetivos. Confira!

Auditoria preventiva

A auditoria hospitalar preventiva é um evento programado, em que o objetivo é identificar possíveis falhas, antes mesmo que elas aconteçam. É uma forma de conhecer a eficiência dos processos, analisando se eles realmente são viáveis e atendem aos objetivos do hospital.

Powered by Rock Convert

Um bom exemplo diz respeito à aquisição de novos equipamentos hospitalares. É possível analisar se essas máquinas podem agregar mais qualidade aos serviços e otimizar a rotina dos profissionais. Dá para verificar, ainda, se representam uma redução de custos no longo prazo, antecipando eventuais problemas e pontos de melhoria.

Auditoria analítica

Por outro lado, a auditoria hospitalar analítica costuma ser mais ampla, coletando informações completas sobre o hospital. Depois, é feita uma análise de todos os dados, para reconhecer o que pode representar um risco, um problema ou uma oportunidade em curto e longo prazo.

Assim, o trabalho contempla tanto uma coleta de informações consistentes quanto uma boa análise, segundo o contexto do próprio hospital. Para tanto, algumas tecnologias, como o Big Data e a Inteligência Artificial podem ajudar, uma vez que conseguem captar e processar uma grande quantidade de dados com precisão.

Auditoria operacional

No caso da auditoria hospitalar operacional, o foco está nos processos e nas atividades de rotina da instituição, em como elas são realizadas e como podem ser melhoradas ou otimizadas. É o caso do atendimento aos pacientes, os processos de triagem e, até mesmo, as consultas e os procedimentos médicos.

Dessa forma, o processo não tem apenas um objetivo, pois pode ajudar a melhorar diferentes aspectos da operação. Ele pode, inclusive, contribuir para uma melhor avaliação sobre a gestão de pessoas ou a gestão financeira, por exemplo.

O ideal é que todos esses tipos de auditoria sejam realizados periodicamente. No caso específico da preventiva, ela deve ser programada com antecedência, fazendo parte do próprio planejamento anual do hospital. Já as demais, podem ser realizadas conforme a necessidade da instituição.

Qual é a importância da auditoria hospitalar?

Mas por que investir em auditorias? Muitos gestores ainda resistem em realizá-las por não entenderem como elas podem ser úteis ou por julgarem ser apenas um instrumento punitivo ou corretivo. No entanto, uma auditoria pode ser bastante útil para otimizar e melhorar a gestão, tanto em um ponto específico quanto de modo generalizado.

Afinal de contas, em uma auditoria hospitalar são recolhidas informações detalhadas sobre a instituição, ajudando o gestor a entender melhor o cenário do estabelecimento. Assim, é possível conhecer quais são os pontos fortes do hospital e o que precisa ou pode melhorar.

E não se engane: por mais que os seus resultados sejam positivos, sempre há um processo que pode ser otimizado, um custo que pode ser cortado, enfim, é possível ter resultados ainda melhores! Por isso mesmo as auditorias são usadas na obtenção de certificações e acreditações importantes para o setor. 

Um exemplo claro, no caso dos hospitais particulares, é o quanto uma auditoria pode ajudar a reduzir as glosas médicas, encontrando problemas como o preenchimento inadequado dos formulários. Também dá para saber com antecedência se um equipamento sem manutenção está prejudicando a realização de um exame ou procedimento médico.

Enfim, o fato é que uma auditoria hospitalar pode ter inúmeras funções, ajudando a reduzir custos e evitar desperdícios, melhorar a experiência do paciente e aumentar os lucros. Portanto, é uma ferramenta fundamental para uma boa gestão dos serviços hospitalares.

Gostou de conhecer os tipos de auditorias hospitalares? Quer saber mais como melhorar a qualidade do seu hospital? Então, entenda o que é a Certificação ONA e como obtê-la!

Powered by Rock Convert
Você também pode gostar

Deixe um comentário